Coro Polifónico-Miranda do Corvo

Promovido pela Universidade Sénior de Miranda do Corvo realizou-se nesta localidade, em 18 de Maio do corrente mês, um encontro de Coros Seniores com a participação das seguintes Universidades:

- Centro de Estudos Regionais de Viana do Castelo;

- Universidade Sénior de Queluz;

- Academia Sénior da Covilhã;

- Universidade Sénior de Tomar;

- Universidade Sénior do Seixal (UNISSEIXAL):

- Musidec – Universidade Sénior de Cacia;

- Universidade Sénior de Miranda do Corvo

O encontro destas Universidades Seniores iniciou-se com uma recepção e pequeno almoço, na Quinta da Paiva, uma bela área de lazer, que integra o Parque Biológico da Serra da Lousã, aonde se pode visitar e apreciar os animais existentes no parque, as oficinas de artesanato, as lojas de venda de produtos ali confeccionados e muito mais. Seguiu-se uma visita ao parque onde todos os presentes puderam apreciar “ao vivo” javalis, ursos, veados, cavalos, lontras, ovelhas, cabras, aves, etc. Valeu bem a pena esta visita. É mesmo impressionante este “habitat” natural.

De salientar que o parque integra e reabilita vários cidadãos inadaptados. É um projecto altamente pedagógico a todos os níveis aquilo que presenciámos ali. Parabéns à Fundação ADFP – Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional, de Miranda do Corvo, instituição de Solidariedade Social, sem fins lucrativos.

Seguiu-se um almoço-convívio no Salão de Festas das instalações da ADFP entre todos os elementos das várias universidades presentes.

Por volta das 15:00h, no belo anfiteatro da Casa das Artes, assistimos ao momento alto deste encontro: os coros presentes a todos encheram de admiração, entusiasmo e calor.

Depois, um lanche no mesmo local do almoço e um apoteótico baile ao som de um duo musical a convite da casa. Ainda houve tempo para os que quiseram, parar e assistir na TV ao final do jogo do Benfica (campeão), na Casa local do Benfica.

Regressámos a casa com mais uma bem conseguida actuação e que a todos impressionou pela categoria profissional demonstrada por todos os elementos do Coral. De realçar também a suprema condução do Coral presidida pelo nosso Maestro Maurício Vieira da Silva a quem agradecemos mais uma vez a sua disponibilidade para nos reger e a todos os coralistas e acompanhantes, nesta visita totalmente recheada de êxito. Foi mais um encontro para o nosso, já vasto, historial. Obrigado!

Para recordação, presente e futura, juntamos uma pequena reportagem do acontecimento.

Fundação ADFP

Encontro de Coros em Miranda do Corvo by Slidely Slideshow

Acordai

Cantigas de Maio

Dá-me uma gotinha de água (Univ Senior Cacia)

Encontro de Coros-Miranda do Corvo

No dia 18 de Maio, Maestro Maurício, Coralistas e acompanhantes, vão participar num encontro de Coros, na Casa das Artes, em Miranda do Corvo.

Programa:

  • 10:00 h - Pequeno almoço na Quinta da Paiva
  • 10h 45 m - Visita ao Parque Biológico da Serra da Lousã
  • 12h 30 m - Almoço
  • 14h 15m - Saída para a Casa das Artes
  • 14h 45m - Inicio do Encontro de Coros
  • 17:00 h - Lanche
  • 18:30 h - Despedida

Visita ao Parque Biológico da Serra da Lousã

No período da manhã o grupo de participantes da Unisseixal irão dirigir-se à Quinta do Paiva e de seguida visitar o Parque Biológico da Serra da Lousã.

O Parque Biológico é a maior amostra da fauna e flora autóctone e de agro-pastorícia tradicional portuguesa. Conta com mais de 300 animais divididos em mais de 60 espécies representativas da fauna existente em Portugal. No Parque Selvagem, poderão observar o lobo ibérico, urso pardo, lince, aves de rapina (irrecuperáveis para viver na Natureza) javali, cervídeos, entre muitos outros em habitats praticamente naturais. Na Quinta Pedagógica poderão conhecer, observar e discutir as diferenças entre as várias espécies e raças autóctones da agro-pastorícia (bovinos, ovinos, suínos, equinos/asininos, galináceos e caprinos). Além da vertente animal/vegetal, no Parque Biológico existem espaços museológicos - Museu da Tanoaria, Museu Vivo de Artes e Ofícios Tradicionais e Museu Espaço da Mente. Um dos objetivos primordiais do Parque Biológico é a empregabilidade e inclusão de pessoas especiais, vítimas de deficiência física e/ou psicológica que colaboram em todas as tarefas de maneio animal e no Museu Vivo. O Parque Biológico integra o Trivium com o Templo Ecuménico Universalista e o Ecomuseu Espaço da Mente dedicado à defesa da Liberdade, Igualdade e Fraternidade.

Tempo estimado de visita: 2 horas

LER MAIS

Casa das Artes de Miranda do Corvo

A Casa das Artes, de Miranda do Corvo foi criada com o propósito de promover o intercâmbio cultural e diferentes manifestações artísticas, visando aumentar os níveis de qualidade de vida da população e constituir uma ação de intervenção/valorização urbana e do território.

Ler mais 

Sobre Miranda do Corvo

Miranda do Corvo é uma vila portuguesa do distrito de Coimbra, no Litoral, região do Centro e sub-região do Pinhal Interior Norte, com cerca de 7 614 habitantes. Recebeu foral de D. Afonso Henriques a 19 de Novembro de 1136. Todos os anos esta vila acolhe um dos mais populares eventos de trail running em Portugal: Trilhos dos Abutres.

... O povoado de Miranda do Corvo terá surgido em torno do Castelo. Daqui era possível vigiar e defender duas importantes vias de comunicação: a antiga via romana que passava por Corvo e ligava Sellium (Tomar) a Aeminium (Coimbra) e a via que ligava o interior da Península ao Ocidente, a via Colimbriana. Provirá desta função de vigilância o nome de Miranda, do latim mirandus (atalaia)? ...

LENDA DE MIRANDA
Estava uma esbelta donzela no alto do seu castelo, quando um cavaleiro cristão, impressionado pela sua beleza, fica parado a contemplá-la. A jovem sentiu por ele grande atração e os seus olhares cruzaram-se apaixonados.
Ciente do perigo que corre o admirador, caso fosse descoberto pelos vigias, a bela moura suplica-lhe que continue a sua caminhada, dizendo-lhe "Mira e Anda”.  Deste breve aviso resultou o nome de Miranda.

Clube Recreativo da Cruz de Pau

O Coral Polifónico da UNISSEIXAL esteve presente na cerimónia de apresentação da obra “Subversiva Cirurgia das Mãos”, do escritor Fernando Fitas, na sede do Clube Recreativo da Cruz de Pau, em 4 de Maio de 2019.

O repertório foi constituído pelas seguintes canções:

1 - Trigueira de Raça …. Popular do Alentejo

2 - Canção do Camponês … Letra Arquimedes S. Santos e Mús. F. Lopes Graça

3 - Senhora Santa Catrina …  Lopes Graça – Beira Baixa

4 - Oliveirinha da Serra … Mús. Popular Portuguesa – Arrj . J.S. Barcarena

5 - Acordai …. Letra J. Gomes Ferreira Mús. Lopes Graça

Na cerimónia esteve ainda presente, para além do próprio escritor, o actor José Vaz, que recitou alguns dos poemas do livro.

A obra em apreço foi premiada com o Prémio de Poesia Cidade de Ourense, 2017.

A todos os coralistas e amigos presentes o nosso obrigado.

Segue-se uma pequena reportagem do evento.