Encerramento Ano Lectivo 2018/19

No dia 20 de Junho de 2019, no salão da Igreja Scalabrini, decorreu mais uma Tarde Académica e Cultural, apresentada por alunos e professores da Unisseixal. Foi uma bela tarde muito agradável com actividades Gímnicas e Musicais  que muito agradou a todos quantos estavam presentes nesta festa final de ano. O encerramento do ano lectivo 2018/2019 culminou com a belíssima actuação do nosso Coral Polifónico, terminando a sua actuação com o Hino da Unisseixal, muito aplaudido e cantado por muitos que estavam presentes e que a todos encheu de entusiasmo.

Foram cantadas as seguintes canções:

- Oliveirinha da Serra

- Cantigas do Maio

- Canção do Camponês

- Hino da UNISSEIXAL, cuja letra já todos sabemos de cor

Segue-se uma pequena reportagem

Entretanto, no dia 26 de Junho realizou-se um almoço de confraternização com o nosso Maestro Maurício Vieira da Silva no restaurante Churrascão, em Corroios.

Foi um almoço de muito convívio, alegria e animação onde também esteve presente a  Reitora da UNISSEIXAL e também coralista, a Professora Mariana Mareco.  Agradecemos especialmente ao nosso Maestro o seu trabalho de ensino e de amor por esta arte, que lhe exige muito trabalho e dedicação a esta causa que há muito tempo abraçou. Esperamos tê-lo por cá durante muitos anos mais. Obrigado Maestro por tudo o que tem dado à nossa Universidade Sénior, especialmente ao Coral Polifónico.

Despedimo-nos uns dos outros desejando a todos umas boas férias com muito descanso e carregamento de baterias para voltarmos com muita energia.

Conforme foi dito pelo delegado da turma, o coralista Maia, espera-nos um ano muito exigente e a começar com os ensaios logo no início de Outubro para prepararmos as nossas próximas actuações, algumas que prometem muito em termos de notoriedade, o que será um motivo de muito orgulho para a UNISSEIXAL. Referimo-nos à provável digressão a Angra do Heroísmo no próximo ano.

Segue reportagem do almoço.

A TODOS BOAS FÉRIAS E UM ATÉ JÁ.

Coro Polifónico-Miranda do Corvo

Promovido pela Universidade Sénior de Miranda do Corvo realizou-se nesta localidade, em 18 de Maio do corrente mês, um encontro de Coros Seniores com a participação das seguintes Universidades:

- Centro de Estudos Regionais de Viana do Castelo;

- Universidade Sénior de Queluz;

- Academia Sénior da Covilhã;

- Universidade Sénior de Tomar;

- Universidade Sénior do Seixal (UNISSEIXAL):

- Musidec – Universidade Sénior de Cacia;

- Universidade Sénior de Miranda do Corvo

O encontro destas Universidades Seniores iniciou-se com uma recepção e pequeno almoço, na Quinta da Paiva, uma bela área de lazer, que integra o Parque Biológico da Serra da Lousã, aonde se pode visitar e apreciar os animais existentes no parque, as oficinas de artesanato, as lojas de venda de produtos ali confeccionados e muito mais. Seguiu-se uma visita ao parque onde todos os presentes puderam apreciar “ao vivo” javalis, ursos, veados, cavalos, lontras, ovelhas, cabras, aves, etc. Valeu bem a pena esta visita. É mesmo impressionante este “habitat” natural.

De salientar que o parque integra e reabilita vários cidadãos inadaptados. É um projecto altamente pedagógico a todos os níveis aquilo que presenciámos ali. Parabéns à Fundação ADFP – Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional, de Miranda do Corvo, instituição de Solidariedade Social, sem fins lucrativos.

Seguiu-se um almoço-convívio no Salão de Festas das instalações da ADFP entre todos os elementos das várias universidades presentes.

Por volta das 15:00h, no belo anfiteatro da Casa das Artes, assistimos ao momento alto deste encontro: os coros presentes a todos encheram de admiração, entusiasmo e calor.

Depois, um lanche no mesmo local do almoço e um apoteótico baile ao som de um duo musical a convite da casa. Ainda houve tempo para os que quiseram, parar e assistir na TV ao final do jogo do Benfica (campeão), na Casa local do Benfica.

Regressámos a casa com mais uma bem conseguida actuação e que a todos impressionou pela categoria profissional demonstrada por todos os elementos do Coral. De realçar também a suprema condução do Coral presidida pelo nosso Maestro Maurício Vieira da Silva a quem agradecemos mais uma vez a sua disponibilidade para nos reger e a todos os coralistas e acompanhantes, nesta visita totalmente recheada de êxito. Foi mais um encontro para o nosso, já vasto, historial. Obrigado!

Para recordação, presente e futura, juntamos uma pequena reportagem do acontecimento.

Fundação ADFP

Encontro de Coros em Miranda do Corvo by Slidely Slideshow

Acordai

Cantigas de Maio

Dá-me uma gotinha de água (Univ Senior Cacia)

Encontro de Coros-Miranda do Corvo

No dia 18 de Maio, Maestro Maurício, Coralistas e acompanhantes, vão participar num encontro de Coros, na Casa das Artes, em Miranda do Corvo.

Programa:

  • 10:00 h - Pequeno almoço na Quinta da Paiva
  • 10h 45 m - Visita ao Parque Biológico da Serra da Lousã
  • 12h 30 m - Almoço
  • 14h 15m - Saída para a Casa das Artes
  • 14h 45m - Inicio do Encontro de Coros
  • 17:00 h - Lanche
  • 18:30 h - Despedida

Visita ao Parque Biológico da Serra da Lousã

No período da manhã o grupo de participantes da Unisseixal irão dirigir-se à Quinta do Paiva e de seguida visitar o Parque Biológico da Serra da Lousã.

O Parque Biológico é a maior amostra da fauna e flora autóctone e de agro-pastorícia tradicional portuguesa. Conta com mais de 300 animais divididos em mais de 60 espécies representativas da fauna existente em Portugal. No Parque Selvagem, poderão observar o lobo ibérico, urso pardo, lince, aves de rapina (irrecuperáveis para viver na Natureza) javali, cervídeos, entre muitos outros em habitats praticamente naturais. Na Quinta Pedagógica poderão conhecer, observar e discutir as diferenças entre as várias espécies e raças autóctones da agro-pastorícia (bovinos, ovinos, suínos, equinos/asininos, galináceos e caprinos). Além da vertente animal/vegetal, no Parque Biológico existem espaços museológicos - Museu da Tanoaria, Museu Vivo de Artes e Ofícios Tradicionais e Museu Espaço da Mente. Um dos objetivos primordiais do Parque Biológico é a empregabilidade e inclusão de pessoas especiais, vítimas de deficiência física e/ou psicológica que colaboram em todas as tarefas de maneio animal e no Museu Vivo. O Parque Biológico integra o Trivium com o Templo Ecuménico Universalista e o Ecomuseu Espaço da Mente dedicado à defesa da Liberdade, Igualdade e Fraternidade.

Tempo estimado de visita: 2 horas

LER MAIS

Casa das Artes de Miranda do Corvo

A Casa das Artes, de Miranda do Corvo foi criada com o propósito de promover o intercâmbio cultural e diferentes manifestações artísticas, visando aumentar os níveis de qualidade de vida da população e constituir uma ação de intervenção/valorização urbana e do território.

Ler mais 

Sobre Miranda do Corvo

Miranda do Corvo é uma vila portuguesa do distrito de Coimbra, no Litoral, região do Centro e sub-região do Pinhal Interior Norte, com cerca de 7 614 habitantes. Recebeu foral de D. Afonso Henriques a 19 de Novembro de 1136. Todos os anos esta vila acolhe um dos mais populares eventos de trail running em Portugal: Trilhos dos Abutres.

... O povoado de Miranda do Corvo terá surgido em torno do Castelo. Daqui era possível vigiar e defender duas importantes vias de comunicação: a antiga via romana que passava por Corvo e ligava Sellium (Tomar) a Aeminium (Coimbra) e a via que ligava o interior da Península ao Ocidente, a via Colimbriana. Provirá desta função de vigilância o nome de Miranda, do latim mirandus (atalaia)? ...

LENDA DE MIRANDA
Estava uma esbelta donzela no alto do seu castelo, quando um cavaleiro cristão, impressionado pela sua beleza, fica parado a contemplá-la. A jovem sentiu por ele grande atração e os seus olhares cruzaram-se apaixonados.
Ciente do perigo que corre o admirador, caso fosse descoberto pelos vigias, a bela moura suplica-lhe que continue a sua caminhada, dizendo-lhe "Mira e Anda”.  Deste breve aviso resultou o nome de Miranda.

Clube Recreativo da Cruz de Pau

O Coral Polifónico da UNISSEIXAL esteve presente na cerimónia de apresentação da obra “Subversiva Cirurgia das Mãos”, do escritor Fernando Fitas, na sede do Clube Recreativo da Cruz de Pau, em 4 de Maio de 2019.

O repertório foi constituído pelas seguintes canções:

1 - Trigueira de Raça …. Popular do Alentejo

2 - Canção do Camponês … Letra Arquimedes S. Santos e Mús. F. Lopes Graça

3 - Senhora Santa Catrina …  Lopes Graça – Beira Baixa

4 - Oliveirinha da Serra … Mús. Popular Portuguesa – Arrj . J.S. Barcarena

5 - Acordai …. Letra J. Gomes Ferreira Mús. Lopes Graça

Na cerimónia esteve ainda presente, para além do próprio escritor, o actor José Vaz, que recitou alguns dos poemas do livro.

A obra em apreço foi premiada com o Prémio de Poesia Cidade de Ourense, 2017.

A todos os coralistas e amigos presentes o nosso obrigado.

Segue-se uma pequena reportagem do evento.

Atuação no C.R. da Cruz de Pau

No dia próximo dia 4 de Maio, pelas 16:00 horas, o Coro Polifónico vai participar com os seus coralistas, na apresentação do livro do jornalista Fernando Fitas, no Clube Recreativo da Cruz de Pau.

O repertório para esta atuação:

1 - Trigueira de Raça …. Popular do Alentejo

2 - Canção do Camponês … Letra Arquimedes S. Santos e Mús. F. Lopes Graça

3 - Senhora Santa Catrina …  Lopes Graça – Beira Baixa 

4 - Oliveirinha da Serra … Mús. Popular Portuguesa – Arrj . J.S. Barcarena
5 - Acordai …. Letra J. Gomes Ferreira Mús. Lopes Graça

Tollite Hostias

Letra: Camille Saint-Saëns (1835-1921), 1858 inspirado pelos Salmos 95 e 150.
Tradução:
 J. Costa, 1969
Música: Camille Saint-Saëns (1835-1921), 1858

Significado de Tollite Hostias?

Dai ao Senhor, Louvor

Este hino, que tem como origem o movimento Tollite Hostias do Oratório de Natal de Saint-Saëns, é um chamado à alegria e adoração a Deus que ecoam em Aleluias! A convocação demonstra devoção e intimidade da humanidade que louva a Deus em seu Templo e culmina com a adoração prestada por todo o Universo que celebra a vinda do Senhor...

... Devido à grande popularidade deste hino, há muitos arranjos e versões para orquestras e canto coral. Em 2016, entretanto, o regente, compositor e arranjador Marcio Roberto Lisboa, fez uma adaptação para o canto congregacional. 

Joaquim Junior

Partitura 1

Tollite Hostias - Partitura 2

Tradução do latim-português

Catedral de Berlim

Jovem Coro de Concerto Düsseldorf

Junges KonzertChor Düsseldorf - Jovem Coro de Düsseldorf

 É um coro misto com 70 membros activos entre 20 e 55 anos. Ele surgiu em 1997 do coro da Universidade Católica de Düsseldorf. Além do repertório coral sinfónico e oratório, o cultivo da literatura a capela é um foco constante do trabalho coral.

As turnês de concertos levaram o coral, entre outros:

  • Milão (1999 - Bach: Oratório de Natal)
  • Roma (2000 - Liszt: Cristo)...

No Concurso Coro Schubert Internacional em Viena, em 1999, o coro ganhou o "Prémio Especial para a melhor interpretação de uma obra coral do século 20", com os concursos corais regionais NRW em 2001 e 2013 foram, respectivamente alcançado "bom" nível de desempenho.

Multiple o coro estava no parque de hóspedes Schloss Dyck, onde participou nos concertos ao ar livre grande verão: 2005 "Carmina Burana" 2007 "ladrões em Classik" 2008 "Italian Opera Gala" 2009 "Summertime" de 2013 "Liebeslieder Walzer".

Concerto de Natal Barreiro

No passado dia 22 de Dezembro o Coral Polifónico da UNISSEIXAL participou no Concerto de Natal realizado na Igreja Paroquial de S. André (Barreiro), conjuntamente com o Coral Polifónico da Universidade da Terceira Idade do Barreiro (CORUTIB). No intervalo das actuações dos dois grupos actuou ainda a jovem lírica Laura Martins. Foram três magníficas actuações presenteadas aos presentes na Igreja. Aos Maestros dos Corais agradece-se a sua presença na condução do Concerto, o Maestro Maurício Vieira da Silva (UNISSEIXAL) e a Maestrina Olga Panchenko (CORUTIB). No final do Concerto houve um convívio no salão paroquial da Igreja oferecido pelo CORUTIB. Segue-se uma pequena reportagem do evento. Com este Concerto de Natal terminaram os trabalhos do nosso Coral no primeiro período do ano lectivo 2018/2019.

Igreja Paroquial de Santo André

Ensaio de Natal

Hoje dia 19 de Dezembro, demos por concluídas as nossas aulas com a preparação das canções de Natal para mais uma atuação nesta época natalícia e assim encerramos este trimestre.

O Coro Polifónico da Unisseixal vai participar no próximo dia 22, num concerto de Natal, na Igreja Paroquial de Santo André, no Barreiro.

Repertório

O Coral Polifónico cantará as seguintes canções sob a orientação do Maestro Maurício Silva:

Academia Almadense

No passado Domingo, dia 11 de Novembro, o Coral Polifónico da nossa Universidade Sénior, a convite da Associação de Socorros Mútuos 1º de Dezembro, deslocou-se à Academia Almadense para uma actuação em conjunto com outros Grupos.

Os outros Grupos que integraram o concerto foram:

- Grupo Musical Notas Soltas;

- CIRL;

- Coro Polifónico da SFIA;

- Grupo Coral da Associação de Socorros Mútuos 1º de Dezembro.

Apesar da chuva, foi uma tarde bem passada com a audição de belas vozes de todos os coralistas presentes.

Na Academia Almadense

Ensaio de Natal


Assim, no passado dia 7 deste mês fizemos o ensaio geral para a actuação do Coro Polifónico na Associação Socorros Mútuos Primeiro Dezembro na Academia Almadense, no próximo Domingo, dia 11 de Novembro.

As canções de Natal já ensaiadas vão ser apresentadas pelos coralistas da turma, nesta atuação em Almada e os novos colegas foram convidados pelo maestro Mauricio a assistirem para num futuro próximo poderem participar também.

No fim do ensaio fizemos uma festinha de aniversário ao nosso Maestro Maurício, agradecendo a atenção e disponibilidade por nos acompanhar neste grupo musical já a alguns anos connosco, quase uma década. Parabéns e um obrigado de todos os coralistas da Unisseixal.

Repertório

O Coral Polifónico cantará as seguintes canções sob a orientação do Maestro Maurício Silva:Espera-nos uma bela actuação.

De volta às aulas